um quarto p'ras nove .

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

tenho neste momento 16 anos , 3 meses e 5 dias . já passei por 15 passagens de ano e todos os anos ouvi a frase « ano novo, vida nova » , todos os anos ouvi as doze badaladas e todos os anos desejei que tudo acontecesse as mil maravilhas , que fosse feliz , que tivesse um óptimo ano e que conseguisse chegar ao fim do ano a dizer que tinha sido o ano da minha vida . 2010 desde o início foi marcado por ser diferente , mudança de escola , enfrentar um mundo completamente novo , amigos novos , professores novos . mas não me queixo , fui feliz , achei que o pensamento de ' vai ser o melhor ano da minha vida ' ia finalmente tornar-se realidade .  mas, já sabemos como é, na vida nada é eterno , as coisas mudam , as coisas boas acabam , as coisas más marcam-nos e a nossa realidade é posta muitas vezes em causa entregam-nos por vezes mudanças que nunca na vida estaríamos à espera . mesmo daquelas coisas que dizemos que só acontecem aos outros . 
se olhar para 2010 posso dizer com toda a certeza que foi o ano que mais me colocou à prova , que me testou até bem depois do meu máximo , que brincou com os meus limites . mas também foi um ano que me tornou mais forte , me tornou menos ingénua e mais mulher , foi o ano que sem sombra de dúvida nunca mas nunca irá ser esquecido ; marcou-me , marcou-me até demais .
mas apesar de tudo de mau que me aconteceu , tenho de agradecer a muita gente , tenho de agradecer a vocês . agradecer-vos por tudo aquilo que fizeram por mim , por todas as vezes que se preocuparam , por terem estado sempre presentes na minha vida , apoiaram-me em cada momento e a cada dificuldade principalmente . fizeram-me ver sempre o lado bom das coisas , o sentido e trouxeram sempre ao de cima a minha força para aguentar isto tudo . cada um de vocês foi uma parte demasiado importante para a minha recuperação e como tal nada do que fizeram por mim vai ser esquecido . Obrigada mamã por teres estado sempre a meu lado , por teres-me abraçado quando chorava , por teres estado lá quando me dava para inventar piadas para esconder a tristeza daquilo que passava , obrigada por nunca me teres virado as costas , por não me deixares ir a baixo e obrigada por seres quem és . Obrigada também papá por teres feito sempre os possíveis para estares mais tempo em casa , por também me acompanhares , por todas as noites vires ao meu quarto ver se eu estava bem antes de te ires deitar , obrigada por me teres penteado o cabelo , por comeres os chocolates e me trazeres a comida a cama . e mano , obrigada por me animares , obrigada por te preocupares , por teres comentado o meu blog mesmo que em anónimo , obrigada por ajudares o bombeiro com a maca e obrigada por teres sido o primeiro a vir ter comigo quando fui atropelada . obrigada a vocês e como é óbvio a todos os outros que me ajudaram , que foram a força dos meus dias , que me derem alegria , que me ouviram e me deram a mão . obrigada pelas visitas , pelos chocolates , pelas mensagens , pela amizade , por tudo e mais alguma coisa . o obrigada mais sincero que alguma vez eu poderei dizer .
este ano vai ficar para trás , foi um ano diferente , mais complicado que e alguma vez imaginei mas tudo o que se passou nele não vou considerar negativo mas uma mais valia para aquilo que me tornei e por ter visto o verdadeiro valor de quem e daquilo que me rodeia . e também o meu verdadeiro valor . bom novo ano a todos e a mais alguns . sejam felizes e nunca desistam . a vida não foi feita para baixar os braços .

beijinhos , Inês .

adeus 2010 que foste mau para mim .
olá 2011 que espero que seja óptimo .

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

já estou de pé à 10 dias , estou bem , sinto-me bem , sinto-me feliz e até aliviada da pior parte já ter finalmente acabado . mas ainda há parte de mim que pede saber aquilo que realmente se passou . há parte de mim que se quer lembrar do acidente , quer que o esquecimento acabe e que as peças do puzzle se juntem finalmente para este capítulo que fechar . parte de mim quer encontrar o inicio desta história porque só me lembro do meio . e uma história para existir e ser correcta , tem de ter inicio , meio , para depois ter fim .
o outro dia achava que finalmente te ia conhecer , ia saber quem eras e ia finalmente conseguir dar uma cara à pessoa causadora disto tudo . achava que ia finalmente libertar toda a raiva que tenho por ti  , achava que te ia entregar todo o sentimento de culpa que te compete a ti ter . achava , achava mesmo , mas achei mal . mais uma vez não quiseste saber , não te preocupaste com a pessoa que tinhas atropelado e mais uma vez aumentas-te a raiva de sinto por ti e fizeste com que achasse que isto nunca mais teria um fim . não penses que desisti de ver o inicio disto tudo porque te enganas . eu vou ter a conversa que quero , eu vou libertar toda a raiva que tenho dentro de mim , vou-te mostrar aquilo que me fizeste sentir , o que sofri e o que chorei . vou-te mostrar que mesmo com idade para ser tua neta consigo ter muito mais sentimentos perante a vida e perante as pessoas do que uma pessoa como tu . um dia encontra-mo-nos e a história irá finalmente ter um inicio , um meio e eu vou-lhe dar fim . até esse dia .

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Bom Natal a todos , obrigada por todo o apoio, 
 são os melhores do mundo . (L)

domingo, 19 de dezembro de 2010

Olá primeiros passos !

Como é que se explica algo que só nós compreendemos, mas que não conseguimos colocar em palavras?


é que não existe mesmo melhor sensação que esta , não me podiam ter dado melhor prenda de Natal . melhor coisa que isto era impossível e as palavras para descrever todas as sensações ainda são poucas ou mesmo nenhumas . sabem o que é estarem privados de andar 2 meses e meio e depois voltarem a sentir o chão ? voltam a receber aquilo que vos tinha sido retirado em apenas 1 segundo através de umas simples palavras como : ela já se pode levantar . 5 palavras , 5 simples palavras que viraram o meu mundo do avesso e me voltaram a dar a alegria de antes . ou melhor , deram-me uma nova alegria . o mundo é o mesmo mas a maneira que olho para ele mudou . agora dou mais importância aquilo que antes me parecia banal . um simples passo sabe-me pela vida , a cada passo é uma conquista . e sabem que mais ? não é toda a gente que se lembra dos primeiros passos . e acreditem , não há melhor coisa . é a melhor sensação de todas , uma sensação de conquista , de que tudo acontece por algum motivo e que as coisas más mais tarde nos irão trazer coisas boas , que a luta a qual travei diariamente foi recompensada . e nada ultrapassa o momento em que os pés tocam de novo o chão , o antes e o depois misturam-se por breves segundos e por breves segundos separam-se , fazendo assim com que um capítulo da minha vida se feche e se abra outro , muito mais brilhante , muito mais feliz e cheio , cheio , cheio de valor . ainda tenho saudades de muita coisa é certo mas agora tenho a certeza que essas coisas mais tarde ou mais cedo vão ser recuperadas . porque afinal , não há saudade sem regresso .

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010





CONSULTA .
nem sempre temos o que queremos, ou sentimos o que devemos sentir. nunca vivemos o que nos apetece, só o que nos é proposto ou inferido de algum modo. cada passo que damos, já está planeado, não por nós, mas por o nosso pior inimigo, ou não , que apesar de nos poder dar variadas sensações no final tem sempre o mesmo nome :  destinoo tempo é imenso ultimamente, e a vontade de viver tudo ao máximo é enorme, mas nem sempre a vontade nos leva algum lado e eu sou a prova disso . vontade não me falta, nem nunca irá faltar, mas acontecer ? será amanhã ? nunca ninguém disse que a vida era fácil, justa, ou divertida de se viver. ela apenas existe, e cada um de nós tem uma, todas diferentes . e apenas temos uma certeza que apesar de o percurso que levamos ser diferente , no fim de tudo , temos um culminar igual . 
neste momento só peço que amanhã receba a notícia que tanto quero , é que  estou farta desta cama . é natal e quero sair daqui , quero sentir o chão , quero sentar-me a mesa , quero poder abraçar as pessoas de pé. quero, quero, quero. e uma vez na vida, o querer podia ser o mesmo que poder, não ? era tão bom .


senhor doutor , vire pai natal e dê-me este presente ...
 basta dizer « sim Inês , o chão é de novo teu » 
simples .


terça-feira, 14 de dezembro de 2010

só há duas maneiras de abordar a vida : como vítima ou como corajoso lutador . é uma questão de decidir se queremos agir ou reagir . dar as cartas ou jogar com o baralho viciado . e , se não decidirmos como queremos jogar com a vida , ela joga sempre connosco .



domingo, 12 de dezembro de 2010

não somos apenas algo culminar de um tempo e um espaço . somos também o desenvolvimento perante as circunstancias da vida . começamos por ser todos iguais logo de inicio , quando la esta , somos apenas tempo e espaço e a união de gametas para passar-mos a ser tempo , espaço e desenvolvimento perante a vida . é ai que há a distinçao de cada um de nos , a vida vai mudando e nós , muda-mos com ela . é ai que cada um se torna único e único sempre ficará . e não é isso tambem , uma forma de evolução não da especie mas de nos mesmos ? crescemos  também atraves das circunstancias a que somos colocados ao longo da nossa existência  ... a vida é uma constante evolução , física mas também  psicologica . E cabe-nos a nós decidir o modo de evolução de modo a tornarmos-nos mais fortes .


sooner or later in life, the things you love you loose . be strong to face it and have that things again .

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

não perguntem qual é a minha inspiração de hoje , nem se tenho esperanças se no dia 17 vá receber as noticias que desejava . alias sempre que penso que só falta uma semana para receber a noticia que vai delinear os meus dias das férias de natal , que vai permitir-me , ou não , estar sentada a mesa na noite de Natal , sinto-me a partir aos bocados , sinto-me sem fôlego e petrificada pelo facto de uma das respostas possa ser eu ter de ficar mais uns tempos deitada . sei que com isto tudo ganhei forças que nem sabia que tinha, desenvolvi a minha capacidade de expressar aquilo que sinto, aprendi a esperar e aprendi que a vida é feita de alturas menos boas que nos deitam a baixo e não nos oferece mão de ajuda , temos de ser nós que nos temos de levantar , temos de ser nós a meter na cabeça que podemos ter pela frente muitas quedas aquando a tentativa de subida podemos estar continuamente a fraquejar , mas se somos a nossa própria mão de ajuda também temos de ser a nossa própria voz de força que nos impede de desistir .
mas isto doí , doí muito e doí todos os dias . é algo que transporto todos os minutos deste que me aconteceu isto , e já lá vão dois meses . o acordar já não é o mesmo , a pessoa que eu era também já não é a mesma , a facilidade em adormecer desapareceu , sou capaz de ficar horas até adormecer em que fico ali , sozinha , já estão todos a dormir e eu simplesmente olho para o chão que mesmo tão perto , se encontra tão longe para mim . o tempo passa e tudo o que foi retirado torna-se cada vez mais desejado por mim , o tempo torna-se cada vez mais dificil a passar e a ansiedade é constante . e tudo se torna mais pesado , os meus piores dias são os melhores de alguém , os dias passam , as pessoas tem novidades na sua vida e eu permaneço aqui , sempre no mesmo sitio , sempre a sentir as mesmas coisas . as pessoas dizem-me palavras de força mas nem por nada isso faz com que isto passe . e por quanto mais tempo ? 


Ter problemas na vida é inevitável, ser derrotado por eles é opcional.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

isto é para a pessoa que me ligou em anónimo : primeiro que tudo agradeço o telefonema porque com isso deste-me grande inspiração e fizeste-me ver que tenho mais força do que pensei . e sabes , so espero que nao te aconteça o mesmo que a mim , so espero que nao tenhas de passar mais de dois meses deitado sem por uma unica vez os pes no chao , sem poderes fazer nada e a dependeres das outras pessoas para tudo o que fazes . so espero mesmo que nao passes por isto . porque se passares , tu nao vais ter nem metade da minha força , nem metade do suporte que eu tive quer pela parte dos meus amigos quer pela parte da familia , nao vais ter a capacidade de dar luta da mesma intensidade que eu , nao vais viver isto da mesma forma, nem tirar as mesmas liçoes que eu . vais-te sentir na fossa , vais-te sentir vazio , sem força e sabes a unica coisa que vais ter na cabeça ? o facto de me teres ligado a meio da noite a gozar com o facto de eu nao poder andar a convidares-me para ir sair porque era feriado . sabes o que tenho a dizer ? que pessoas como tu nao me afectam porque eu sei , que comparada a ti , sou uma heroina e tu , acredita que não me consegues deitar a baixo . porque com isto nao se goza sabes ? nao se goza com a saude de uma pessoa . queres gozar ? goza com a tua , é tua faz dela o que quiseres . so tenho pena de nao saber quem es porque teria todo o prazer de também te poder ligar , e nao em anónimo , e dar-te uma chapada de luva branca . e se quiseres, ate te digo cara a cara , porque ate posso não ter força fisica , mas psicologica , deito-te a baixo .  cresce aprende que na vida não se goza com o mal do próximo , porque não sabes se esse mal se irá por no nosso caminho no futuro e é tudo .


( desculpem se este texto foge aquilo que escrevi anteriormente , quer mesmo em termos de linguagem e estrutura , mas era algo que tinha de ser dito já que não tenho forma de falar com a pessoa que me ligou . )

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

é tudo uma questão de matemática . 
algo de mal acontece , e continua ? 
então : menos x menos .
menos x menos = mais .
logo , há sempre algo positivo nas coisas negativas , há sempre uma lição que podemos tirar (...)


sábado, 4 de dezembro de 2010


Dá para acreditar que estou deitada , faz hoje 2 meses ?
agora são só mais 13 dias e, próxima paragem : médico .
rápido , rápido , rápido , é que já tenho saudades de sentir o chão ...

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

pensem comigo (...) se por alguma razão a vida vos coloca-se numa situação assim , numa situação em que não desejaria-mos a ninguém e estivesses com uma enorme vontade de desistir , fazias isso ? desistias ? não . porque estariam demasiado gratos por ainda poderem estar ao lado das pessoas que vocês mais amam . vocês não iam começar a da valor aquilo que têm , a vossa existência , as pessoas que preenchem o vosso coração ? e quando dessem por vocês as coisas más ja passaram e contaram com o apoio das pessoas mais maravilhosas que a cada dia se preocupavam .
e quando o que acontece não passa dum dia para outro ? que fazes ? ai é que desistes ? mais uma vez te digo , não , claro que não . desistir torna-se numa palavra sem poder para existir na nossa cabeça . tornas-te forte , e crias em ti uma esperança , uma persistência que nem tu sabias que eras capaz . porque no final de tudo , tu estas vivo . e mesmo que muito tempo passe sem poderes fazer muitas das coisas que mais amas , mesmo que acordes e penses « eu não posso fazer isto ou aquilo » não podes deixar que isso te cegue daquilo que tens . é que vais chegar o momento em que vais poder e ai sim , vais dar valor . o melhor e mais lindo valor que alguma vez deste . porque aprendeste , cresceste e também sofreste . mas sofrer foi o teu sinónimo que existência . porque quem sofre existe e tu tiveste a sorte de ainda existires . é uma mentira achares que não consegues , é uma mentira achares que não es suficiente !
ha gente que me pergunta , « como consegues ser assim depois deste tempo todo deitada sem andar ? » , a vida é assim , mete no nosso caminho coisas que nem nós entendemos o porquê e achamos que não ultrapassamos , mas mais uma vez eu digo-vos : eu estou viva , eu posso falar com os meus amigos , posso ainda rir-me como o meu irmão , ver os meus pais e a minha familia . e se algum dia , a vida me pregar outra partida eu vou enfrentar tudo com o dobro da coragem e da força .
há pessoas em situações piores que eu ? há , claro . há em melhores ? obvio . mas é com exemplos dos outros , e com os nossos exemplos que aprendemos a enfrentar a vida . e acreditem , não é uma questão personalidade ou mesmo capacidade de escrita . é mesmo através das vivências que aprendemos e eu aprendi . chega de nos lamentar-mos se o nosso namorado ou namorada nos deixou , se temos problemas com os amigos ou se a mãe não nos deixa sair a noite .. caramba , vocês vivem , ha melhor coisa ? não ha !
com isto , só vos quero dizer que agora dou mais valor aquilo que temos e a lutar por o que sonhamos .. porque se no dia anterior a ter sido atropelada não dei valor , no dia em que sair desta cama vou dar e vou viver como nunca vivi .
r : como é que consegues ser tão forte e nunca desistir ?
i : porque é que eu nunca desisti .. nem eu sei . mas a vida não foi feita para cruzar os braços ou baixar a cabeça (...) é assim que se vive , sempre a investir e a não desistir . sempre a enfrentar e aceitar que a vida nos mete a prova , que nos deixa fracos , a querer cair . mas a vida não é para perdedores , é para herois . e cada um de nos é um heroi pelo simples facto de existir e enfrentar os seus dias .

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

um dia vais desejar ter dado mais valor aquilo que tinhas , porque um dia aquilo que tinhas vai ser aquilo que vais deixar de ter . e ai , vais querer dar valor , mas vai ser tarde de mais . Por isso digo-te , não interessa a velocidade de vás , desde que nunca pares . uma coisa boa no meio disto , é mesmo esta : aprendi que desistir não é o rumo a seguir , por muito que doa , a investida compensa sempre . porque depois disto e deste tempo todo , sei que serei uma pessoa mais forte e que vou dar valor a quem e ao que realmente merece .
obrigada a todos pela força , pelas palavras e pelo carinho . ♥

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

A vida de um doente começa sempre da mesma maneira : no antes e no bem . Até que chega um momento em que algo acontece , o antes muda para o agora , o diagnostico altera e passa-mos a estar no estado mau .
Existe um momento , em que o agora passa a depois , o corpo deixa de estar quente e as dores vêm ao de cima . E ai , começamos a depender inteiramente inteiramente de alguém desconhecido e de aquilo que ele nos diz .
Nessa altura , tudo muda , as coisas ganham um novo sentido e um novo valor , algumas coisas tornam-se distantes ou impossíveis e o nosso olhar muda de perspectiva .
É um vai e vem , é um acordar bem ou um acordar mau , é um poder e um não poder . É um fim de um modo de ver e um inicio de outro (...) é algo temporário mas que mesmo assim , parece eterno .

domingo, 21 de novembro de 2010

Controlo a respiração , controlo os nervos , controlo as lágrimas , controlo o meu mau humor e tento , tento controlar o tempo mas de nada adianta , ainda não se tornou possível .
Pensem bem , não era tudo mais fácil se fosse humanamente possível , acelerar o tempo ? Não era preciso o parar, nem o retroceder . Acelerar sim , era o meu maior desejo . Sei que estamos destinados a esperar , aguardar e a desenvolver a nossa habilidade de ter paciência e de enfrentar os precauços  da vida .
Mas até que ponto é que respeitar a juventude duma criança é fazer com que lhe seja retirado algo que ela tanto preza ? Algo que antes era uma coisa rotineira , simples e tão característica do ser humano , como andar ?
Pois bem , acontece , e aconteceu-me . Por mais 1 mes , agora é contagem decrescente . Vira o disco e toca o mesmo .

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

E eu não sei explicar o meu organismo, o processo que o meu corpo tem para me proteger de tanta pressão, tanto sofrimento, tanta desilusão, é muito para mim . É provável que o meu corpo tenha engolido toda a dor que isto me deu . E nada disto me faz bem . Como disse antes, isto é demais para uma menina pequenina como eu .

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

É nestes dias , em que a cabeça gira sem parar , o nervos teimam em acontecer , o olhos ardem e eu me sinto desesperada . Sai agora do consultório e sinto-me sem força , sem chão , sem respostas . Mas sinceramente acho que nem eu tenho perguntas , estou demasiado paralisada .
Ao falar com outras pessoas sobre mim , apercebo-me de que tenho sido mais forte do que alguma vez pensei ser . Mas as palavras de ' é mais um mês ' ainda doem , doem muito . E eu tento , eu tento explicar o que estou a sentir mas nem racionalizar neste momento consigo . Talvez noutro dia .
Mas antes de eu ir , diz-me só uma coisa vida : Porque é que me pões tanto à prova ?

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

« tu es forte , es um milagre , es sobrenatural . tu es capaz . ja provaste isso a toda a gente . »

sábado, 13 de novembro de 2010

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Há que acontecimentos escapam da tua posse e te arrastam para onde tu não querias nem queres ir. És forçado a desafios inesperados e sentes que de ti nascem forças e capacidades completamente desconhecidas por ti, cresces por dentro . É preciso resistirmos e é também preciso ter luz, ter força, saber o que fazer e ser capaz de o fazer. somos expostos a situações que nos pedem um pouco de valentia, de dignidade, de coerência com o que pensamos. não é facil , não é nada facil e eu não sou de ferro .

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Há um momento. Há sempre um momento em que a decisão é tão tua como o ar que te enche o peito.
Inconscientemente escolhes saltar, sentir que depois de tudo ainda estavas viva . Mas não podes , estas presa aquilo que agora es , estas presa ao facto de não seres capaz de andar ...
Devido a isso , fazes com que tudo a tua volta ganhe um novo sabor e uma nova importância . Esvazias, como um balão e não há oxigénio que te valha, não há molécula que te preencha. Esvazias-te de ti e de tudo e começas de novo mas numa nova forma de começar e de encarar a vida . as regras foram esquecidas e nada é certo. Piscas os olhos à luz de lá de fora porque já nem os teus olhos estão habituados a luz dos dias , suspiras e so pensas : é so mais um dia , es forte .

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Desculpa mas por mim chega ! 
Alguém é capas de me dar razão quando eu digo que sou 
demasiado pequena para suportar uma coisa destas ?

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

hoje vida , volto a escrever para ti , espero que ao menos isso te faça entender que há pessoas que não merecem que brinques com elas desta maneira .
Não penses que as coisas ficam mais simples ou me sinto melhor por saber que posso culpar alguém de estar assim porque não é verdade , a dor continua , não melhora e isto que me fizeste não se esquece .
Eu cuidei de ti , nunca te abandonei nem te meti em risco .  Desapontei-te ? Ou deixei-te mal ? Claro que por vezes ficava constipada mas nunca te levei a um hospital e tu agradeces-me desta forma ? Ó vida , ages como se nunca ninguém te amasse e agora queres que eu continue assim . Sei que é tarde demais para mudar alguma coisa as lembra-te nos somos um , somos a mesma pessoa . Tu sofres e eu sofro por isso lembra-te , podes ser tu a comandar mas depois também es capas de pisar a linha . Tens de carregar comigo e eu contigo por isso não brinques mais , ja viste que eu forte sou . Não me voltes a por a prova .

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Ao longo da vida vamos aprendendo a lidar com os nossos problemas , ultrapassar as barreiras e a abraçar as alegrias . Mas agora pergunto-me como querem que faça isso se a vida , aquela que entretanto tanto estimávamos , nos põem à prova de uma maneira tão bruta e tão inesperada ?
Oh vida , não vez que eu ainda sou pequenina e quer andar e correr , quero sentir o sol , a chuva e o vento ? Quero ver os dias a passarem , o sol a nascer e a noite a surgir ? Não entendes que quero sentir o fresquinho do chão ? Não sabes disso vida , não sabes ? Então diz-me , explica-me , confronta-me e mostra-me o porque de me teres feito isto ! Ja tens 16 anos vida , mostra-te grande e explica-me o porque de me teres pregado esta partida , explica-me que eu não entendendo .

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

A única coisa que posso fazer é esperar e ter paciência porque ninguém a vai ter por mim ;
Hoje sorrio para esconder as lágrimas e as pessoas a minha volta sorriem também , mesmo sem sabermos bem o porquê . Engraçado como o corpo humano tem destas coisas .

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Será muito pedir um telefonema a dizer que ele esta a vir ter comigo a dizer que sente muito aquilo que me causou ? Aqui é que se consegue ver o quanto miserável consegue ser a espécie humana . Deixaste-me aqui neste estado e nem a preocupação te bateu a porta , muito adulto da tua parte . ( e digo já que não trato por você porque respeito não é algo que mereças ) .
Sinto-me revoltada claro e só quero voltar para o começo daquele dia e atrasar-me uns instantes ? Engraçado como a nossa vida pode mudar radicalmente se apenas retiraremos um segundo dum dia . 
Eu sei que ninguém me disse que isto ia ser fácil mas também não me disseram que ia ser assim tão difícil .
Ainda ha pouco estava na escola , fazendo problemas de matemática e redacções de português e agora isto ? 
não me falem em justiça nunca mais , cada vez acho que é uma palavra fictícia .

domingo, 10 de outubro de 2010

parece facil , parece simples mas disso não tem nada , antes tivesse .

sábado, 9 de outubro de 2010

início .

Se querem que vos diga, não me lembro de como vim aqui parar , não me recordo da primeira palavra que disse nem do primeiro gesto. Apenas sei que abri os olhos e me encontrava ali , deitada no chão e sem o conforto de caras conhecidas . Tinha sido atropelada ; numa passadeira .
A primeira coisa que me lembro ? de ver o meu irmão chegar junto de mim . Desculpa la mano , mas foi a vez que mais me senti feliz e aliviada em ver-te .
Fui levada para o hospital , e tenho a dizer que imaginava as ambulâncias uma coisa diferente .
Desde então, não ponho os pés no chão , não me sento , pouco faço para além de me virar um pouco para a direita ou de dobrar as pernas uma e outra vez . Chego a fazê-lo imensas vezes seguidas como se , de algum modo , isso me pudesse servir de algo ou me tirasse a vontade de me levantar . 
Não há forma de tentar mostrar aquilo que sinto , de exprimir a revolta que sinto por me encontrar deitada numa cama e não ter lembranças do como, nem ter culpa sequer de ter vindo aqui parar . 
Sei que tive sorte , que podia ter sido bem pior , mas é isto que eu tenho , foi nisto que a minha passagem na passadeira pelas 8h50 resultou : uma bacia fractura e 6 semanas de cama sem andar e precisar de ajuda para tudo. 
Desde que acordei que sim, lembro-me da maioria dos momentos, das palavras, dos olhares atentos das pessoas principalmente na altura de entrada das urgências , dos gestos e da cara das pessoas . E sim , o tempo , o longo tempo que la passei em que só pedia para voltar para casa e que ficasse tudo bem . 
Agora só me resta esperar e muita , muita paciência . Aquela que aos poucos se está cada vez mais a esgotar .